24 de agosto de 2022

“A política é a arte do diálogo e eu quero levar a minha experiência para o Senado”, diz Tereza Cristina

"A política é a arte do diálogo e eu quero levar a minha experiência para o Senado", diz Tereza Cristina

  • ESPALHE ESSA NOTÍCIA
  • FacebookTwitterWhatsAppTelegramLinkedIn
ESPALHE ESSA NOTÍCIA
  • FacebookTwitterWhatsAppTelegramLinkedIn

Na entrevista ao programa Balanço Geral exibido pela TV Record MS, nesta terça-feira (23), a deputada federal Tereza Cristina (PP/MS), candidata ao Senado por Mato Grosso do Sul, afirmou que pretende continuar o trabalho que fez durante os dois mandatos como deputada federal. “Agora, estou na missão de levar a minha experiência não só como secretária de estado, deputada e ministra, mas a minha experiência de vida para trabalhar muito mais pelo meu estado e meu país no Senado Federal”, declarou.

Questionada sobre as bandeiras que defenderá, caso seja eleita, ela esclareceu que o leque de atuação no Congresso Nacional é amplo. “O agro está em mim, nasci, me formei, estudei para o agro. É claro que vou defender porque é um segmento nobre que produz e abastece o país, mas tenho serviços prestados na saúde, na educação, na assistência técnica, social, na infraestrutura e segurança pública. Quero trabalhar pela geração de empregos, qualificação profissional e pela renda, um dos maiores desafios do Brasil”, explicou.

Para ela, a qualificação profissional é fundamental para impulsionar o desenvolvimento do estado. O Mato Grosso do Sul tem vinte mil vagas em aberto, outros estados também sofrem com a falta de pessoal qualificado para ocupar as ofertas, principalmente da indústria e do agronegócio. “A agricultura é uma das atividades que mais tem tecnologia embarcada hoje, seja na genética, na produção de sementes, defensivos e fertilizantes. O agro cada vez vai oferecer mais empregos. Toda vez que aumenta a tecnologia também cresce a oferta de vagas, mas é preciso qualificação”, reforçou a parlamentar.

Quanto à questão indígena, Tereza Cristina disse que os conflitos só vão acabar através do diálogo e ressaltou que quando foi secretária trabalhou muito o assunto, conversando com as lideranças de todas as aldeias do estado. ”Precisamos levar dignidade para a comunidade indígena, entender o que eles querem e fazer com que as políticas públicas adequadas cheguem até as aldeias. Precisamos democratizar mais essas políticas”, finalizou.

Notícias

23 de maio de 2024

Fundo Nacional do Clima poderá ser usado para combater desastres naturais

Tereza Cristina apoia a medida, que pode favorecer o Pantanal

Ler mais

22 de maio de 2024

Senado debate reação às barreiras protecionistas que a União Europeia pretende impor ao Brasil

Tereza Cristina, relatora do projeto sobre reciprocidade ambiental, conduziu a audiência pública

Ler mais

Voluntários do Senado enviam mais de 90 toneladas de doações para o Rio Grande do Sul

20 de maio de 2024

Ler mais

Mulher vítima de violência doméstica terá atendimento preferencial no SUS

16 de maio de 2024

Ler mais

Senado aprova diretrizes para adaptação à mudança do clima

15 de maio de 2024

Ler mais