18 de julho de 2022

“Assistência social e desenvolvimento caminham lado a lado”, diz Tereza Cristina

A pré-candidata ao Senado ressaltou a importância da assistência social durante a pandemia

  • ESPALHE ESSA NOTÍCIA
  • FacebookTwitterWhatsAppTelegramLinkedIn
ESPALHE ESSA NOTÍCIA
  • FacebookTwitterWhatsAppTelegramLinkedIn

Na reunião com representantes de várias áreas da assistência social em Campo Grande (MS), a deputada federal Tereza Cristina (PP/MS), elogiou o trabalho desempenhado pelos assistentes sociais em todo o Mato Grosso do Sul.

“O Brasil precisou e ainda precisa muito de cada um de vocês, cada vez mais. Foram dois anos muito difíceis durante a pandemia e isso revelou um contingente ainda maior de pessoas em situação de vulnerabilidade, que precisam ser capacitadas e retiradas dessa situação. Vocês são fundamentais nesse processo, não só fornecendo a assistência, mas também abrindo portas de esperança e de futuro para estas pessoas”, disse a deputada.

Para Elisa Nobre, gestora e representante da categoria no estado, o trabalho de Tereza Cristina como ex-ministra e deputada federal tem sido fundamental na busca de soluções para o setor. “Nós precisamos falar das coisas que nos importunam no dia a dia, ter pessoas que nos deem ouvidos como Tereza Cristina, para colocar a assistência social, hoje, referência nacional, em um patamar elevado. Não fazemos nada sozinhos e contamos com a competência e seriedade da deputada para nos ouvir e encaminhar as nossas demandas”, disse Elisa, que comanda a área no estado.

Entre as reivindicações apresentadas pela categoria estão o aumento dos investimentos no Fundo Estadual de Assistência Social (FEAS) e o cofinanciamento estadual aos municípios que tiveram o custo real dos serviços impactados pela inflação.

O aumento no repasse direto dos recursos pela esfera federal, segundo os representantes do setor presentes na reunião, vai permitir a ampliação do atendimento dos serviços regionalizados e a manutenção da rede de atendimento socioassistencial às famílias e indivíduos em situação de risco e vulnerabilidade social.

Tereza Cristina afirmou que há muito o que ser feito na assistência social com tantas pessoas invisíveis descobertas na pandemia. “Temos moradores do campo, mas que não produzem e que dependem fundamentalmente da assistência social e nós temos que estar atentos para atender essas pessoas. É uma questão que me preocupa muito e deixamos umas sementinhas lá no Ministério da Agricultura nesse sentido”, destacou a parlamentar, que foi ministra de estado de 2019 a 2022.

A deputada declarou também que esses recursos deveriam estar mais presentes nesse momento, mas mesmo o país vivendo uma situação orçamentária complicada a área da assistência social deve ser priorizada e declarou. “Eu quero trabalhar nessa área, quero ajudar muito o setor, a educação e trabalhar para que as pessoas possam ter uma porta de esperança e de saída, e principalmente os jovens que são a porta do futuro”, explicou.

No encerramento da reunião, Tereza Cristina pediu aos participantes para sempre apresentarem sugestões para a classe política saber o que é preciso estudar, debater e transformar uma demanda em uma algo maior, mais seguro para o setor como um projeto de lei, por exemplo.

Mariângela Yule

Notícias

17 de abril de 2024

Senado aprova isenção de IR para quem ganha até dois salários mínimos

Oposição defendeu benefício para outras faixas, mas governo vetou

Ler mais

16 de abril de 2024

Senado aprova em dois turnos PEC das Drogas

Senadora Tereza Cristina votou a favor da medida

Ler mais

CAE aprova relatório de Tereza Cristina que permite abatimentos nas dívidas com a União

16 de abril de 2024

Ler mais

Senado assina acordo de cooperação técnica com foco na língua portuguesa

15 de abril de 2024

Ler mais

PP cresce mais de 30% em número de filiados no MS

11 de abril de 2024

Ler mais