ATUAÇÃO

Artigo: A participação do deputado no seu dia a dia

 

O CONGRESSO NACIONAL é talvez a mais importante instituição da república. Dividido em duas partes, o Poder Legislativo, que faz parte dos três poderes constituintes da nação, é formado por 513 deputados federais, responsáveis por buscar recursos e discutir melhorias para os municípios a qual representam, e por 81 senadores, que são os representantes das Unidades Federativas, No Congresso são decididos os principais elementos que guiam o destino da nação: leis que garantem direitos e obrigações aos cidadãos e o estado democrático.

 

O sistema bicameral adotado pelo Brasil, inspirado na Carta Monárquica Francesa após a queda de Napoleão Bonaparte, disciplina que as discussões com relação às matérias em benefício do cidadão brasileiro devem ser avalizadas pelas duas casas. É função do Congresso Nacional buscar a elaboração de leis que visam trazer melhorias e qualidade de vida a população, além de fiscalizar a boa aplicação dos recursos públicos, o modus operandi do Poder Executivo e o patrimônio da União. Essa fiscalização é realizada com o apoio do Tribunal de Contas da União (TCU), que também faz parte do Poder Legislativo. É preciso que todas as ações e ideias estejam de acordo com as leis vigentes. Representar o eleitor é muita responsabilidade!  

 

É imprescindível que o representante do povo que esteja na Câmara Federal seja uma pessoa entendedora das leis existentes e dos caminhos necessários para trazer os recursos para o seu representado, além de ter pulso firme e convicção do que é melhor para o bem estar da população, tanto a sul-mato-grossense como a brasileira. São cerca de 2 milhões de habitantes do nosso Mato Grosso do Sul que precisarão de condições para que possam se desenvolver e ter um futuro digno.

 

O congressista precisa entender, antes de tudo, quais são os anseios da população que o levou a tal cargo e honrar com a confiança depositada pelo sul-mato-grossense de que aquele representante irá buscar as melhores ideias e transformar em ações para dar a oportunidade para que o cidadão melhore de vida. É preciso muito trabalho e responsabilidade para honrar tantas pessoas.

 

O congressista tem o dever ainda de conhecer cada canto do Estado pela qual se elegeu e buscar atender todas as parcelas da população. Em nosso Mato Grosso do Sul temos pecuaristas, agricultores, empresários, industriais, ambientalistas, estudiosos, cientistas, estudantes e diversos profissionais que dependem de ações efetivas e concretas para que possam dar continuidade ao trabalho desenvolvido, trazendo benefícios fiscais, aumentando a renda estadual e os investimentos para a população.

 

Fomentar a melhoria da qualidade de vida da população também é função do legislador nacional. Este ciclo, propondo leis com direitos e deveres aos cidadãos, é fundamental para o bom andamento da nação e o crescimento econômico e social do brasileiro. Dados do Governo Federal mostram que em 2013, o Mato Grosso do Sul pagou à União pouco mais de R$ 2,6 bilhões e teve como retorno por volta de R$ 2,8 bilhões. Dos estados que ficaram positivos quanto ao pagamento e recebimento dos recursos federais, o Mato Grosso do Sul foi o que menos recebeu, com um saldo positivo de apenas R$ 156 milhões.

 

Hoje, somos um dos estados que mais arrecadam recursos para a nação e um dos que menos recebem o retorno devido. O Mato Grosso do Sul está em pleno desenvolvimento, com níveis de crescimento comparados ao da China e bem acima da inflação brasileira, além de melhorar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e proporcionar uma nova expansão na geração de emprego para o trabalhador.

 

É isto que iremos buscar atuando na Câmara Federal: a oportunidade do sul-mato-grossense de ter um futuro promissor, belo e com perspectivas. Vamos juntos, lado a lado, em busca de um Mato Grosso do Sul para todos! Cobre a participação do seu representante, participe mais da vida do seu deputado, venha conosco.