Deputada Tereza Cristina debate cenário político e econômico do país em evento para contadores de MS

Falando da atual situação do Brasil, a deputada federal Tereza Cristina (PSB- MS), participou do VII Encontro Estadual das Empresas de Serviço do MS na manhã desta sexta-feira (6), em Campos Grande. O evento, promovido pelo Sescon/MS, reúne empresários e profissionais da área contábil de Mato Grosso do Sul.

 

Ao abrir o ciclo de palestras do dia, a deputada abordou o tema: Situação Atual do Brasil – a política e suas perspectivas de crescimento e desenvolvimento, levando contadores e assessores ao questionamento do momento político e econômico que o país tem vivido recentemente. "Está é uma categoria que pode contribuir, com ideias para melhoria da nossa economia. Para isso, basta que vocês se organizem, cobrem de seus dirigentes e representantes públicos ações que melhorem o país. Precisamos colocar um freio e arrumar essa empresa chamada Brasil", enfatizou Tereza.

 

Na opinião da parlamentar, é preciso repensar o modelo de fazer política e administrar o recurso público existente no país.  "A sociedade não quer mais a má gestão do imposto que o cidadão paga. O governo tem que gerir bem o recurso arrecadado com o imposto do brasileiro, de quem realmente produz neste país. O estado brasileiro precisa gastar bem em saúde, educação, segurança e investir em infraestrutura onde a área empresarial não consegue alcançar”, salientou Tereza.

 

Acreditando na força do país para sair da crise econômica a deputada citou alguns setores que podem contribuir com a melhora do panorama atual. “Temos visto potencial na economia primária, que tem se mostrado forte, mas é preciso investir no crescimento da industrialização, que hoje cresceu só 9%, patamares da década de 40 e que precisa aumentar para gerar mais emprego”, avaliou.

 

A deputada acredita que existem pontos positivos a serem reforçados na economia. “Estamos passando por um ‘rearranjo’ e a crise pode proporcionar boas mudanças. Temos que apostar e trabalhar por uma gestão com mais qualidade, diminuindo o Estado brasileiro o deixando ele apenas com o necessário, enxugar a máquina”, comentou ao salientar: “Temos um país de enormes possibilidades que precisa enfrentar seus problemas”, finalizou a parlamentar.