Tereza Cristina discursa em plenário e fala de iniciativas parlamentares que podem transformar cenário de crise no país

 

A deputada federal Tereza Cristina ao discursar hoje (17) na Câmara dos Deputados ressaltou que assumiu seu primeiro mandato com o firme propósito de traduzir, em todas as suas iniciativas parlamentares, os legítimos anseios da população que ela representa, honrando assim, cada voto recebido em Mato Grosso do Sul.

 

“As portas do meu gabinete estarão sempre abertas para aqueles que quiserem contribuir com sugestões e críticas, demandas e pleitos, de maneira que, juntos, possamos trabalhar para atender às justas expectativas do povo brasileiro e de todos os sul-mato-grossenses”, declarou a deputada em Plenário.

 

Segundo Tereza Cristina, nos últimos 10 anos, o volume das exportações agropecuárias cresceu 70%, gerando assim valiosas divisas para o País. “O agronegócio tem contribuído para o controle da inflação e para a redução das desigualdades de rendas e da pobreza”, considerou a parlamentar.

 

A deputada mostrou-se preocupada com a atual situação em que Brasil tem vivenciado nos últimos tempos. Com a crise à porta dos brasileiros, Tereza enumerou algumas das situações que tem causado inquietação de muitos políticos e de toda a nação. “Temos acompanhado a crise que aflige os produtores do Brasil, agora com o problema grave dos caminhoneiros e do óleo diesel, e que também, com certeza, chegará às nossas lavouras. Essa é uma crise sazonal pela oferta do produto”, complementou.

 

De acordo com a deputada em Mato Grosso do Sul existem dezenas de famílias, ligadas à agricultura familiar, que sobrevivem do leite. Para Tereza este segmento também passa por uma grave crise de preços. “Hoje, cada família que produz 50 litros de leite tem um grande prejuízo mensal. Como não podemos evitar as oscilações de oferta, vamos trabalhar para que o pequeno produtor de leite no meu Estado se organize, de modo a conseguir melhor poder de negociação”, afirmou.

 

Tereza lembrou ainda que conduziu por sete anos – 2007 a 2014 – a secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo de Mato Grosso do Sul e que pode conviver de perto com a pujança do agronegócio nacional, mesmo com as dificuldades que o segmento enfrenta de logística para escoamento da produção. “Com criatividade e determinação, os agricultores brasileiros estão conseguindo driblar o altíssimo Custo Brasil e assegurar sua competitividade no mercado internacional”, ponderou a deputada.

 

A modernização da economia, com a redução dos custos de produção e a consequente promoção da competitividade, devem ser prioridades nacionais na opinião da deputada. “Nós discordamos da política estatizante do Governo Federal. É preciso deixar que a iniciativa privada assuma cada vez mais a responsabilidade de desenvolver este País. O empresariado nacional já deu mostras suficientes de que é capaz e competente para tanto. Basta livrá-lo das amarras que hoje tolhem demasiadamente sua atividade”, destacou Tereza.

 

Reforma Política

 

Favorável ao acontecimento de uma reforma política no país, a deputada Tereza Cristina classificou o ato como urgente, necessário e imprescindível para o aperfeiçoamento do sistema político. “Não é só para atender ao clamor das ruas, mas para melhorar, efetivamente, a qualidade da política praticada neste País”, ressaltou a deputada ao cumprimentar o povo brasileiro pela manifestação ocorrida no domingo em todo o Brasil. “Quero cumprimentar o povo brasileiro, que saiu às ruas neste dia 15 de março. Um dia que será lembrado para sempre, para protestar sobre os graves problemas que assolam nosso País, como a corrupção. Sair às ruas significa que o povo não está satisfeito com o que está vendo. Espero que este Congresso possa dar respostas ao povo brasileiro, um povo ordeiro, que tanto anseia por fazer do Brasil um país cada vez mais desenvolvido”, finalizou a deputada federal Tereza Cristina.